Consultorias apresentam alternativas para encarar a crise

Recessão econômica obriga empresas a aumentarem a produtividade enquanto desemprego assombra profissionais

As previsões do mercado não são otimistas: de acordo dados divulgados pelo Banco Central no último dia 20 de junho, a perspectiva do mercado é de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), chegue a 7,25% no ano. Foi a quinta alta seguida do indicador e está bem distante do objetivo de 4,5% fixado para 2016.

Dentro deste cenário, cresce a busca por consultorias empresariais. Romeu Botta Junior, consultor da Otma Consultoria, afirma que atividades que geram desperdícios ou não agregam valor aos projetos, processos e produtos são o principal problema das empresas. “A consultoria é útil para ajudar os empresários a identificarem tais atividades, eliminá-las sempre que possível ou minimizar ao máximo o efeito das mesmas”, explica.

Segundo Romeu, o erro mais comum dos empresários é enfrentar a crise somente com cortes de empregos ou de investimentos. “A atuação de um consultor, com um olhar externo, tem o papel de mapear o cenário, entender a realidade local e propor soluções que aumentem a produtividade”, declara. “É imperativo se manter competitivo no mercado, nesses períodos isso se torna ainda mais necessário e desafiador, mas vamos superar os problemas que estamos enfrentando”, conclui com otimismo.

Um dos reflexos dos cortes realizados pelas empresas é a alta no desemprego. Segundo o IBGE, o total de desempregados no Brasil ultrapassa os 11,5 milhões de pessoas, um número que vem crescendo desde o início do ano e tem deixado muita gente com medo. Lia Botta, consultora e coach de carreira na Trilha Desenvolvimento, explica que se o profissional desempenha sua função com qualidade, se antecipa às necessidades e estabelece relações saudáveis na organização, há pouca chance de ter o nome na lista dos desligamentos. Mas alerta que se a demissão acontecer “quanto mais bem atualizado, capacitado e antenado estiver, mais chance o profissional terá de se recolocar”.

E para quem acredita estar na corda bamba fica uma dica. “O mais importante em momentos de crise é manter o equilíbrio: quando pensamentos negativos ocorrem, é importante encontrar argumentos positivos que os neutralizem” conclui Lia.

Fonte: Infomoney.

Consultor da Otma Consultoria e instrutor da Trato Treinamentos

Posted in Geral.

Consultor da Otma Consultoria e instrutor da Trato Treinamentos